“Caminhos do Brasil Memória” aumenta significativamente visitas ao Palácio Tiradentes

Aumentou significativamente o número de visitas ao Palácio Tiradentes após as três primeiras semanas de realização do “Caminhos do Brasil Memória”. A sede da Assembleia Legislativa do Rio registrou um crescimento de 116% no número de visitantes em comparação ao mesmo período do ano passado, e de 106% nos grupos de estudantes que participam das visitas guiadas. “É um resultado expressivo, dado o pouco tempo do projeto, o que demonstra que estamos na direção certa”, comemorou o diretor de Cultura da Alerj, Nelson Freitas.

Na semana passada o “Caminhos do Brasil Memória” ganhou um reforço de peso. A Polícia Militar decidiu abraçar o projeto e criou um planejamento especial para reforçar o patrulhamento na área dos 11 museus e centros culturais que fazem parte do Centro Histórico do projeto. Além do efetivo normal do 5 BPM, e dos homens da Operação Centro Presente, o comando da corporação designou um efetivo específico para patrulhar a região, que conta ainda com cinco bases fixas em pontos estratégicos, como a própria Assembleia e o  Museu Histórico Nacional, por exemplo.Visita guiada

E O SOM NO SAGUÃO GETÚLIO VARGAS CONTINUA!

Neste sábado (9/11),  a partir das 11h, a Bateria Feminina Fina Batucada, da Escola de Música Villa-Lobos, se apresenta no saguão Getúlio Vargas, no interior do Palácio. O grupo de percussão formado exclusivamente por mulheres foi fundado em 1998 pelo Mestre Riko, um dos fundadores da escola. Em 2003, o Fina Batucada recebeu o prêmio Estandarte de Ouro como melhor bateria do grupo mirim daquele carnaval e paricipou do documentário “Ritmos do Mundo”, produzido pela BBC, com direção do produtor dos Beatles George Martin.

Confira abaixo a programação de outros parceiros do projeto:

Museu Histórico Nacional

No sábado, às 14h, acontece a visita mediada “10 objetos que contam a nossa história”, que leva jovens e adultos a conhecer itens de destaque no acervo do museu. A edição deste sábado conta a participação especial de Isabel Lenzi, historiadora do Arquivo Histórico do MHN, que apresenta seu estudo sobre a tela de Aurélio de Figueiredo “A ilusão do Terceiro Reinado” – mais conhecida como “O último baile da Ilha Fiscal”. Neste dia 9 de novembro, há 130 anos (1889), acontecia o baile que marcou o fim do império no Brasil.  Aos sábados, a entrada custa R$ 10 e R$ 5. Com o passaporte do projeto “Caminhos do Brasil-Memória” a entrada é franca. Aos domingos, a entrada é gratuita para todos.

Centro Cultural do Poder Judiciário

Neste sábado em parceria com o Consulado Alemão e Goethe-Institut, haverá a abertura da exposição “O Poder das Emoções. Alemanha 19 | 19”. Partindo das manifestações atuais de 20 emoções, a exposição procura pôr em evidência as continuidades e rupturas no mundo das emoções que marcaram os passados 100 anos da história da Alemanha, e cuja intensidade representa hoje um desafio para a política e sociedade. A exposição oferece um ponto de referência atual para a educação histórico-política. Textos concisos e fotografias históricas convidam a refletir sobre o poder das emoções no passado e no presente.