DETALHES DE UM PALÁCIO: A sala do café

DETALHES DE UM PALÁCIO: A sala do café

As dependências onde funcionou até julho de 2021 a sala da secretaria Mesa Diretoria da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) foi no passado “a sala do café” do Palácio Tiradentes. O local em estilo renascentista italiano, foi projetado como um ponto de encontro entre os deputados. Lá, estão intactos os afrescos de autoria do pintor e decorador Carlos Oswald (1882-1971). Ele que é um dos pioneiros da arte da gravura em metal no Brasil, nasceu em Florença, na Itália, mas foi naturalizado brasileiro.

No Palácio Tiradentes são seis afrescos em 16 painéis que apresentam a trajetória do Brasil sob os  seguintes temas: “O despertar da raça”, “A fé nos destinos da Pátria”, “Trabalho, sementeira do futuro” e “Brasil Novo”.

Na cidade do Rio de Janeiro, há importantes obras de sua autoria, como no Palácio São Joaquim (Arquidiocese do Rio), na Glória; na antiga sede do Supremo Tribunal Federal (STF), hoje o Centro Cultural da Justiça Federal e no Palácio Pedro Ernesto, sede da Câmara de Vereadores do Rio. Foi chamado pelo arquiteto Heitor da Silva Costa na ocasião da criação e construção do Cristo Redentor.

 afresco A NAVE DAS VITORIAS 3

O TRABALHO,SEMENTEIRA DO FUTURO

sala 1

 

Por Symone  Munay

Fotos: Symone Munay e Comunicação/Alerj

Leave Comment