Palácio recebe exposição em defesa da luta antimanicomial

Exposicao_ThiagoLontra_25_05_2021-pequena 2

“Liberdade Terapêutica” é o título da exposição de fotografais que foi instalada nesta terça-feira (25) no Salão Nobre do Palácio Tiradentes, com 17 imagens produzidas em painéis de tecido de autoria dos fotógrafos Pâmela Perez e Marcelo Valle. O trabalho retrata pacientes que são atendidos pela rede de saúde mental do estado Rio de Janeiro e tem como objetivo incentivar o cuidado em liberdade e usar a arte como um norte para a construção de uma sociedade sem manicômios.

“A saúde mental se apropria da fotografia como ferramenta clínica e política, em sua vocação libertária de construção de narrativas absolutamente particulares para compor a ética e a (re) construção da vida”, destacou Pâmela, que é psicóloga e atua Instituto Municipal Nise da Silveira – que funciona como uma oficina de Terapêutica Ocupacional, cujo objetivo é aliviar a dor do conflito psicológico.

Em 18 de maio, numa ação da Frente Parlamentar em Defesa da Saúde Mental e da Luta Antimanicomial, da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), as mesmas fotografias  foram expostas ao ar livre na frente do Palácio Tiradentes para celebrar o Dia Nacional da Luta Antimanicomial.

“Foi muito importante essa exposição sair das escadarias do palácio e ganhar espaço em seu interior. Sem dúvidas, recebemos um grande reforço sobre importância dessa luta antimanicomial”, disse Pâmela.

Como o Palácio Tiradentes permanece fechado para visitação devido à pandemia da covid-19, a exposição pode ser visitada de forma virtual através do link https://retratosdasaudemental.46graus.com/apresentacao/. Os servidores da Alerj  poderão visitar a exposição até o dia 31 de maio.

 

 

 

Por Symone Munay

Foto:Thiago Lontra/Alerj

Leave Comment