Publicação da levará leitor a uma viagem histórica

Nelson Freitas e o presidente da Alerj, André Ceciliano

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, deputado André Ceciliano, recebeu hoje das mãos do Subdiretor Geral de Cultura, Nelson Freitas (esq. na foto), o primeiro exemplar da nova publicação Palácio Tiradentes – A Casa da Democracia.  “O livro foi elaborado para conduzir o leitor a uma viagem à memória histórica e contemporânea do Palácio Tiradentes, construído em 1926 não só para ser a sede do parlamento brasileiro, mas como representação dos maiores anseios da jovem República”, explicou Nelson Freitas.

Com uma narrativa objetiva, repleta de imagens, o livro propõe uma leitura crítica e criativa da memória histórica e contemporânea brasileira desde a construção da Casa de Câmara e Cadeia, ainda no período colonial do Rio de Janeiro, passando pela mudança da capital para Brasília, até os dias de hoje, contemplando todos os espaços, símbolos e obras de arte do prédio.

“Ter a oportunidade de caminhar pelo Palácio Tiradentes é mais do que se encantar com seus detalhes estéticos, é respirar a História do Brasil onde ela realmente aconteceu”, disse o presidente da ALERJ, André Ceciliano. “Palácio Tiradentes – A Casa da Democracia”, vem cumprir justamente um papel de apresentar com detalhes esta “joia” da arquitetura brasileira, situada em um dos mais importantes centros históricos da cidade mais linda de nosso país”.

Em função dos limites impostos pela pandemia, o livro só terá uma cerimônia de lançamento após a vacinação. Além da dinamização da leitura do livro para as escolas do estado, a ALERJ disponibilizará versões em inglês e espanhol para o público estrangeiro que faz a visita guiada ao Palácio Tiradentes.

Foto: Ascom/Alerj

Leave Comment